domingo, fevereiro 22, 2015

Entenda que

- Quando você apareceu eu já tinha olhado pro lado. E não me importava se você caminhava em minha direção, não era pra você que eu olhava. Não era por você que eu sentia. E olha, a culpa não é tua. A culpa é das horas, do tempo que atrasou a tua chegada. Do momento em que ela chegou primeiro. Essas coisas não se evitam. Talvez, se você tivesse chegado antes quando eu precisava que você viesse, talvez, mas talvez mesmo, teria sido você. E quando você insistiu em ficar, eu quis que você ficasse, mas só pra poder esconder o que eu sentia por ela. Tanto que eu não deixei você entrar. Eu a deixei parada na porta, mas não a convidei pra ficar. É complicado pra mim, pior ainda pra você. Quisera ter entendido isso com mais clareza. Mas o importante pra mim era somar. Somar você e ela ao mesmo tempo. Juntas num mesmo sentimento por mim. E era aí que eu poderia ter as duas. Só então quando parei e olhei pelo teu ângulo que eu pude ver que eu só poderia estar com você se isso fosse por inteiro. E eu só entraria pela metade porque a outra parte viajou de férias pra tentar juntar os pedaços por dentro. Eu queria que você entendesse que não deixamos uma pessoa apenas porque não a amamos mais, deixamos porque não dá mais certo. E esse certo é só o tempo que você consegue suportar a saudade. Se você consegue anular isso, meus parabéns, era porque realmente o tempo tinha acabado. Mas posso garantir que meses ainda é pouco. Anos. Anos só se forem muitos mesmo. Essa coisa de novo amor pra esquecer o antigo é furada. Não acredite nisso. Ainda mais vindo de nós, homens. O principal é o sexo. Eu fico com você o tempo necessário pra isso. Até que se canse ou que eu me canse. Mas o meu amor por ela ainda continuaria intacto. Isso é uma coisa que a gente sabe muito bem separar. Aposto que você já ouviu isso. Eu posso com certeza gostar de você, mas não me exija amor. Eu vou ser carinhoso, vou respeitar o teu tempo, vou te dar atenção, andaremos de mãos dadas, ás vezes. Iremos ao cinema, almoçaremos, jantaremos, sairemos juntos, te apresentarei aos meus amigos. Isso a gente faz por costume. Mas uma coisa você tem que fazer por você mesma: Não se iluda. Não crie expectativas. Não se apaixone tão depressa por qualquer pessoa. Você vai acabar encontrando um cara legal, nem que isso leve algum tempo. E se você tiver paciência, essa pessoa vai ser do jeito que mais combina com você. Mas não eu, e não agora. Não adianta ficar procurando alguém tão depressa. Saia, mas não muito. Se divirta. Faça cursos. Viaje, se der. Faça amigos. Esqueça que você precisa de mais alguém além de você. Isso vai te ajudar. Até aparecer alguém. Mas desde que isso não te machuque. Agora entenda, o problema não é você. Sou eu. Eu que amo outra pessoa. E você vai ter que aprender a lidar com isso mais de uma vez, talvez. Eu não vou dizer que és uma garota incrível pra você não ficar se perguntando o porquê então de não estar com você. Eu só quero dizer que você apenas não é ela. E eu quero estar com ela. Ela é a pessoa incrível que eu quero ter do meu lado. Então procure uma pessoa incrível para estar do seu. Se cuida e fica bem sempre. Até um dia.

2 comentários:

[Mc.Mad] disse...

Vou tentar me lembrar de não dizer que a garota é incrível quando eu quiser dizer que gosto de outra, ou algo do tipo. xD

Paty ! disse...

Questão: A outra pessoa está olhando em que direção?? "E João gostava de Maria, que gostava de José, que gostava de Aninha, que não gostava de ninguém." Difícil aceitar as verdades do mundo quando o coração da gente se sente incomodado e tentado a não aceitar a direção dos olhos.(Nem dos olhos alheios, nem dos nossos próprios).
(-)